Governo do Estado, Prefeitura de Cabo Frio e Cabo Frio Airport assinam Acordo de Cooperação Técnica

O Governo do Estado do Rio – através da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais – e o Cabo Frio Airport celebraram um Acordo de Cooperação Técnica, no dia 29 de setembro, no Aeroporto de Cabo Frio. 

Participaram da cerimônia e assinaram o documento o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Vinicius Farah; o prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio; e diretor geral e presidente do Cabo Frio Airport, Rodrigo Abreu. 
  
O convênio tem como objetivo unificar esforços entre o Estado do Rio e o Aeroporto de Cabo Frio para consolidar o Cabo Frio Airport como ativo fundamental de infraestrutura da cadeia logística de comércio exterior, armazenagem e distribuição de cargas, além de movimentação de passageiros. Tais elementos são essenciais para reafirmar a qualificação do Rio como “hub” logístico brasileiro.    

Para a formalização do acordo, considerou-se a estrutura logística eficiente, moderna e competitiva do Cabo Frio Airport, que oferece aeroporto internacional, área alfandegada, armazém geral, câmaras frigoríficas e base de helicópteros, além de parque de abastecimento de aeronaves. As condições privilegiadas da cidade de Cabo Frio também fizeram a diferença. Além de ser um dos principais pontos turísticos do Rio, oferece infraestrutura consistente e apta para a integração da malha logística de cargas do estado. 

Benefícios para a Costa do Sol

De acordo com o diretor geral e presidente do Cabo Frio Airport, Rodrigo Abreu, entre os benefícios da assinatura do acordo para a cidade, estão a chegada de investidores para estabelecerem negócios no Polo Industrial e de empresas de comércio exterior (tradings) para importarem através de Cabo Frio. 

“A expectativa é de que a parceria com o Governo Estadual irá acelerar o desenvolvimento da região, atraindo empresas de comércio exterior e importadoras, além de transportadoras, gerando empregos diretos e maior recolhimento de tributos. Também podemos pontuar a divulgação de Cabo Frio como ambiente de negócios e o aumento das rotas aéreas para a cidade”, comenta Rodrigo.  

Segundo o diretor, “o Aeroporto de Cabo Frio vem se consolidando como um ecossistema de negócios e, em pouco tempo, será um dos catalisadores do desenvolvimento industrial da cidade”, finaliza.

Plano de Trabalho

O convênio prevê a criação de um plano de planejamento estratégico, realização de estudos e projetos para integração e utilização conjunta dos recursos de infraestrutura disponíveis. Para acompanhamento do acordo, que tem validade de dois anos, será criado o Grupo Gestor do Acordo, composto por gestores previamente definidos e nomeados por cada uma das partes envolvidas. O grupo irá acompanhar o andamento das atividades propostas no convênio. 

Sobre o Cabo Frio Airport

Inaugurado em 1997, o aeroporto foi ampliado em 2001, tendo a segunda maior pista do estado. Hoje, recebe voos comerciais de passageiros das empresas Azul e Gol, voos comerciais de carga da Latam, voos internacionais fretados de passageiros e carga, além de aviação geral (voos particulares) e offshore (voos de helicópteros para as plataformas de petróleo).

O aeroporto de Cabo Frio é o primeiro aeroporto público com gestão privada no Brasil, e está habilitado a operar grandes aeronaves cargueiras e de passageiros, com capacidade de movimentação de 570 mil passageiros por ano.  

O aeroporto tem localização estratégica não só para a atividade turística na Costa do Sol (o equipamento está no entorno das belíssimas praias da região), mas também para o desembarque de insumos e implementos para a indústria de óleo e gás, muito forte na região.

Folha dos Lagos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.