Petrópolis está entre as 10 cidades menos conectadas

Petrópolis perde cinco posições e está entre as 10 cidades menos conectadas no Ranking das “Cidades Amigas da Internet”.  O levantamento  tem como objetivo identificar, dentre os 100 maiores municípios brasileiros, aqueles que mais estimulam a oferta de serviços de telecomunicações no Brasil, por meio da elaboração de políticas e ações públicas que incentivem e facilitem a instalação de infraestrutura necessária à expansão de serviços de telecomunicações, bem como os municípios que ainda não adotaram as políticas necessárias. Este trabalho permite que os municípios verifiquem o seu status e identifiquem os pontos que requerem aprimoramentos.

Para a composição do ranking são avaliadas as restrições, burocracia, prazo e onerosidade para a implantação de Estações de Rádio Base (ERBs) e Redes (Subterrâneas ou aéreas).

O Ranking foi elaborado pela Teleco, pela Conexis Brasil Digital e pela Associação Brasileira de Infraestrutura para Telecomunicações (Abrintel).

A atual gestão municipal informou que vem buscado parcerias com entidades como o Serratec e atualizou a Lei de Incentivos Fiscais para atrair empresas que tenham atuação na área de tecnologia e telecomunicações. O município ressaltou que já sancionou, após conseguir aprovação na Câmara, a lei que regulamenta a legislação para atuação das empresas de telecomunicação na banda 5G, saindo na frente dos demais municípios para que os petropolitanos possam usufruir da tecnologia tão logo a mesma esteja disponível.  

Projeto de lei que regulamenta instalação de antenas 5G na cidade foi aprovado na Câmara


A chegada da tecnologia 5G no Brasil, prevista para o próximo ano, terá um impacto positivo na vida da população. A maior capacidade e velocidade permitirão mais usuários, mais dados e conexões mais rápidas para novos serviços e maior produtividade das empresas, entre outros benefícios.

O Projeto de lei que regulamenta instalação de antenas 5G na cidade foi  votado e aprovado no mês de agosto na Câmara de Vereadores. Com 13 votos, o projeto de lei que dispõem sobre a normatização urbanística para regulamentar os procedimentos de licenciamento e instalação das antenas 5G, o que vai atender a demanda para ampliação de cobertura e melhoria na prestação de serviço de telefonia e internet móvel na cidade.

“Estamos nos antecipando e garantindo, com a aprovação dessa lei, a base para a tecnologia 5G e isso passa necessariamente pela normatização de todos os processos para instalação desses equipamentos. O 5G será fundamental para uma guinada econômica. Petrópolis é uma cidade que tem forte vocação tecnológica, com um parque avançado. Com a nova tecnologia poderemos ampliar a capacidade para que mais empresas possam se instalar por aqui, gerando empregos de qualidade. Teremos ganhos significativos também na gestão pública, com o advento de novas ferramentas e soluções para as mais diferentes áreas nas quais os fluxos de informações serão essenciais para o seu pleno funcionamento. Estamos largando na frente. Estamos preparando Petrópolis para o futuro, com mais infraestrutura e melhora nos serviços prestados à população”, aponta o prefeito interino Hingo Hammes.  

 Diário de Petrópolis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *